Empresas levam 170 dias a identificar ameaças e falhas de segurança

Data: 24/03/2016




A confiança nos métodos tradicionais de segurança e a fraca aposta na pró-atividade da implementação de medidas de segurança e mitigação de risco, são os fatores que aumentam o risco de exposição das empresas a ciberataques. Este tipo de crime registou em 2014 um crescimento de 10,4% mas são várias as empresas que continuam a ser apenas reativas e não pró-ativas na sua segurança.

Segundo um inquérito realizado pelo IDG Research, as empresas levam em média 170 dias até identificar uma ameaça às suas redes e, até uma semana para dar resposta ao problema colocando em causa a segurança dos seus dados, os dos seus clientes e parceiros de negócio.

No paper elaborado pela IDG Research são identificadas cinco medidas que devem ser adotadas pelos departamentos de TI, com o objetivo de reforçar a segurança e minimizar o risco de ciberataque.


Fonte: CIO


 


Notícias :
Contactos
 
Empresa
 
 
Localidade
 
 
* Campos obrigatórios